sábado, abril 02, 2005

os tubos do poder 2

numa dessas estranhas coincidências da vida, terri schiavo e o papa joão paulo 2º morreram em datas muito próximas.
ela, ao que parece, vai ser esquecida e outro caso grotesco vai entrar no lugar. e concordo com meu caro fabiano, a forma inconveniente como o caso foi tratado pela mídia e pelos políticos da direita religiosa, também ajudou os defensores da eutanásia. muitas pessoas foram estimuladas a defende-la argumentando não querer passar por esse circo. permitir ou não a alternativa final da eutanásia depois da morte cerebral é decisão de cada sociedade, mas se ela for permitida somente a família deveria se envolver nessa questão.
quanto a karol wojtyla, já virou um mito como papa joão paulo 2º, receberá o choro e homenagens de milhões. por isso seu sucessor talvez tenha suas qualidades, mas provavelmente terá todos seus defeitos.
contudo, achei muito digna a decisão final do papa de morrer em seu apartamento no vaticano, perto de seus amigos, como qualquer ser humano gostaria de morrer. só acho que ele deveria ter renunciado quando seu estado de saúde se agravou, pois já não podia mais exercer suas funções. mas isso era decisão sua como chefe supremo da igreja católica, na certa ninguém vai criticá-lo.
só espero que os meios de comunicação, os políticos e a sociedade não troque a dor do recente massacre na baixada fluminense pela dor da morte do papa. grupos de extermínio impunes são uma das piores chagas do brasil.