terça-feira, maio 24, 2005

indagine su un cittadino al di sopra di ogni sospetta

florinda bolkan


nos fins de semana passam os melhores filmes da madrugada. na semana passada, sexta para sábado, vi o italiano investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita (1970), de elio petri.
é um daqueles ótimos filmes políticos que já não se fazem mais, como queimada! e z. em investigação..., a história de um policial que assassina sua amante éuma discussão corrosiva sobre as leis e o poder.
o ator principal, gian maria volonté, degola logo no início sua amante lasciva, a grande atriz brasileira florinda bolkan. mas ele faz questão de deixar todas as pistas possíveis para seus amigos policiais: deixa um fio da sua gravata na unha da vítima, suja a sola do seu sapato no sangue dela, deixa impressões digitais num copo e no telefone etc.
ele é um policial respeitado, justamente chefe do setor de homicídios, e que acaba de ganhar uma promoção para o departamento de informações políticas para caçar comunistas, anarquistas e outros subversivos.
por que essa loucura então? provar que o sistema não funciona? neurose causada pela convivência com tantos outros assassinos?
é um filme excelente por tratar de várias contradições de um homem da lei, envolto numa racionalidade extrema, fragilizado pelo ciúme (sim, existe uma terceira pessoa no romance), angustiado com seus erros, mas deslumbrado com o poder e obedecendo a normas fascistas, gian maria volonté representa um dos servos da organização do estado, o qual é carrasco e réu ao mesmo tempo.
investigação... também é um muito charmoso, bebe na fonte da recente rebeldia sexual dos fins dos anos 60. em flashbacks, ficamos sabendo da relação sado-masoquista entre o policial e a amante. ela gosta de simular agressões, estupros e de posar para fotografias como vítima dos insanos casos de homicídio do policial. inventivo e sensual.

gian maria volonté