quarta-feira, maio 04, 2005

mistério das línguas 1 (palavras, linguagem, fala)

no aparelho fonador o ar expelido pelos pulmões, por via dos brônquios, penetra na traquéia e chega na laringe. o próximo passo é atravessar a glote, localizada na altura do pomo-de-adão ou gogó, uma abertura entre duas pregas musculares chamadas cordas vocais. o ar pode encontrá-las fechadas ou abertas. no primeiro caso, o ar força a passagem através das cordas vocais retesadas, surge uma vibração e um som musical característico das articulações sonoras. mas com elas abertas, relaxadas, o ar escapa sem vibrações, as articulações produzidas são surdas.
ao sair da laringe, o ar/som entra na cavidade faríngea, uma verdadeira encruzilhada sonora, pois tenho que optar pelo canal bucal ou o nasal. quem controla isso é o véu palatino, já que bloqueia ou não o ar na cavidade nasal.
os sons, orais ou nasais, ainda vão passar pela cavidade bucal, uma caixa de ressonância que funciona graças a inúmeros movimentos dos maxilares, bochechas, e principalmente da língua e dos lábios.
assim nós falamos.
mas como e por que os humanos falam? mais complicada fica a questão se chegarmos a conclusão de que a escrita deve ter aparecido muito depois da fala. então nossos primeiros sons deveriam ter uma linguagem bem diferente da de hoje. como era essa comunicação?
grunhidos, uivos, resmungos, algo assim, e na certa utilizávamos muito mais a linguagem corporal também para diferenciar cada som.